Planejamento Estratégico inicia validação das metas da Ufac

Nos dias 28 e 29 de novembro, as equipes de validação e desenvolvimento do Planejamento Estratégico iniciaram a etapa de validação das metas.

Durante a oficina de planejamento, as equipes formadas pelas lideranças da universidade trocaram conhecimentos e alinharam os objetivos e indicadores estratégicos para a definição das metas a serem alcançadas até 2016.

Inicialmente, foram validadas 14 metas, destacam-se o índice de participação estudantil em projetos de ensino, pesquisa e extensão e o índice de avaliação de cursos de pós-graduação. Assim como o índice de estruturação da acessibilidade e inclusão, que visa a possibilitar o acesso e a permanência de estudantes com deficiência ou necessidades especiais nos campi de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

Atualmente, a participação estudantil em projetos alcança o índice de 32% de discentes de graduação e pós-graduação, passando a ter como meta a ser alcançada de 60%, em 2016. O índice de avaliação de cursos de pós-graduação, hoje avaliado com nota 3, deverá obter nota 4, ao final dos próximos três anos. São metas desafiadoras para a gestão administrativa e acadêmica.

Das 46 metas propostas, 32 ainda deverão ser validadas até o final deste mês. Para tanto, está sendo trabalhado o Plano de Ação que integra diversas unidades, definindo as atividades e os responsáveis para o levantamento das informações, cálculo dos indicadores e definição das metas para validação.

A oficina foi conduzida pelo consultor da GD Consult, Marcus Flávio Lenza. A empresa foi contratada para desempenhar as etapas do projeto de planejamento e gestão estratégica.

Planejamento Estratégico inicia validação das metas da Ufac

Nivelamento do Planejamento Estratégico

A Reitoria prosseguiu com as ações no dia 30 (sábado), reunindo as pró-reitorias, diretorias, coordenações e também os órgãos suplementares e integradores. O reitor Minoru Kinpara e a vice-reitora Guida Aquino mobilizaram os gestores, tendo como foco resultados tangíveis e mensuráveis.

O encontro possibilitou que cada um percebesse qual é a sua contribuição à gestão estratégica. Foi realizado um nivelamento das etapas e ações do Planejamento Estratégico, que concentrou as atenções em melhorias para a universidade.

A Pró-reitoria de Planejamento e o consultor Peter Dostler, sócio-diretor da GD Consult, dirigiram as atividades do nivelamento, destacando as responsabilidades e tarefas de todos os gestores, tais como: desenvolver consciência estratégica, maior comunicação da estratégia para todas as partes interessadas e promover avaliação e desempenho de equipes.

Na ocasião, a equipe de desenvolvimento do Planejamento Estratégico entregou à Reitoria um quadro emoldurado do mapa estratégico. O mapa é uma ferramenta que permite relacionar e integrar os objetivos estratégicos de forma a traduzir claramente a estratégia da instituição. O quadro será entregue a todas as unidades da gestão da universidade.

(Fonte: Planejamento Estratégico)

SOCIAL